domingo, 20 de setembro de 2015

O verdadeiro "lucro", compensação da vida é fazer a escolha certa que é a Verdade

É porque nos deixamos ludibriar pelo demônio que pecamos. Por que fico preocupado com injustiças a uma outra pessoa, para que eu não cometa nenhum delito e para com Deus não o tenha esta mesma preocupação? Deveria ser muito maior a preocupação de não ofender Deus!!! Pensamos que Deus é amor e que ele deve perdoar tudo, o que é verdade, mas também não é ele que escolhe se vamos ao inferno ou Céu, somos nós que através de nossas escolhas erradas cometemos injustiça contra Deus, o que nos leva naturalmente para o inferno. Ele não nos abandona, somos nós que o abandonamos. Ele mandou seu filho único para redimir nossos pecados e abrir as portas do Céu para nós! Quer prova maior de amor? Mas Ele que nos ama nos deu também a liberdade de escolher a Ele ou o demônio, pois o amor que restringe as escolhas do outro não é amor. Não quer que o escolhamos por que somos obrigados, mas que livres de qualquer escolha compulsória escolhamos ao Amor, ao Justo em detrimento do injusto, do mal. O diabo é o pai da mentira e seu objetivo é cometer o máximo de injustiça. Por isso ele influencia as pessoas a serem como ele, pessoas arrogantes, impiedosas, invejosas, ingratas, depravadas, etc. Todo aquele que o segue e o serve mesmo sem conhecê - lo peca mortalmente contra Deus, torna o indivíduo fechado para o amor de Deus, o que o leva a condenação eterna junto com os demônios.

Jesus é misericordioso ao vir à Terra e se entregar, por amor aos seus amigos, abrir as portas do céu para que agora possamos realmente sermos felizes contemplando Deus eternamente, alcançando o que fomos criados para ser nossa natureza plena de imagem e semelhança divina. O Senhor não quer que pereçamos em uma animalização de nosso ser, por isso ele se doou e se doa para que possamos viver na Vida. Ele veio para que todos tenham Vida, para que todos tenham vida plenamente. Nós mesmos nos condenamos à morte, ao inferno, e isso é muito fácil de conseguir, é uma simples escolha que tomamos. É de nossa inteira responsabilidade escolher o céu ou o inferno. Os bons de coração são gratos ao amor de Deus e se amam amando ao próximo da mesma maneira. Poderia definir amor como um sentimento de querer bem a outra pessoa, de dar a vida para que a outra pessoa alcance o Sumo Bem que é a vontade de Deus. Esse é o verdadeiro amor e é isso que Jesus quer que façamos, amemos ao próximo como a nós mesmos e a Deus sobre todas as coisas. Em outras palavras, ele não quer nada de mal para nós, somente a nossa felicidade e que transbordemos de amor para com outras pessoas também para que não só nós sintamos isso, mas que outros também possam alcançar a salvação.


Temos de viver para o amor, para amar, para que todos alcancem o Sumo Bem, que todos alcancem a plenitude da vida, que ninguém pereça nas trevas mas que alcance a luz, que todos sigam a natureza de imagem e semelhança de Deus e sejam plenamente justos, que todos saiam deste vale de lágrimas e alcancem o paraíso. Amém.

Receba atualizações no seu Email